PSORÍASE – ENTENDA SEUS VÁRIOS ASPECTOS

PSORÍASE

Crônica, autoimune e não contagiosa

A psoríase é uma doença de pele muito comum que tem lesões avermelhadas e descamativas que surgem geralmente formando placas. Elas se encontram normalmente no couro cabeludo, cotovelos e joelhos, e os pés, mãos, unhas e a região genital também podem ser comprometidos. O tamanho da psoríase pode ser em pequenas lesões localizadas até mesmo vir a comprometer toda a pele.

Causas da Psoríase

A psoríase é considerada uma doença crônica, não contagiosa e autoimune. Sua gravidade pode variar apresentando-se de formas leves e são de fácil tratamento ou, em casos mais sérios, ter uma tamanho muito extenso, levando até à incapacidade física, atacando inclusive as articulações.

Não se conhece a causa exata da psoríase, o que se sabe ao certo é que no sistema imunológico existe uma célula conhecida como célula T, que tem por finalidade percorrer o corpo humano em busca de elementos estranhos, como os vírus e bactérias, com o objetivo de combatê-los. Quando se tem a psoríase, as células T atacam as células saudáveis da pele, com o intuito de cicatrizá-las achando que pode ser uma ferida ou uma infecção.

PSORÍASE

Causas genéticas?

A genética pode ser uma das causas determinante em boa parte dos casos de psoríase, entretanto os fatores ambientais também podem estar envolvidos. Uma em cada três pessoas com psoríase informa ter um parente com a doença, e acredita-se que dez por cento da população pode herdar um ou mais genes que podem facilitar o desenvolvimento da psoríase.

Possíveis causas da psoríase:

  • Infecções de garganta e de pele;
  • Lesões na pele, como feridas, machucados, queimaduras de sol ou outras de natureza física, química, elétrica, cirúrgica ou inflamatória;
  • Estresse;
  • Variações climáticas
  • Fumo
  • Consumo excessivo de álcool
  • Medicamentos, como alguns prescritos para transtorno bipolar, pressão alta e malária;
  • Alterações bioquímicas, ou seja, do metabolismo de algumas substâncias na pele;

PSORÍASE

GRUPO SAUDE

Sintomas

Quando as células T atacam as células saudáveis da pele pode haver muitas consequências, entre elas, a dilatação de vasos sanguíneos e o aumento no número de glóbulos brancos, que chegam às camadas mais externas da pele muito rapidamente, provocando lesões avermelhadas. Este pode ter ciclo ininterrupto, que só termina com o tratamento adequado.

Sintomas mais comuns da psoríase:

  • Manchas vermelhas com escamas secas esbranquiçadas ou prateadas;
  • Pequenas manchas escalonadas;
  • Pele ressecada e rachada, às vezes, com sangramento;
  • Coceira, queimação e dor;
  • Unhas grossas, sulcadas ou com caroços;
  • Inchaço e rigidez nas articulações.

Na psoríase moderada pode-se sentir somente um desconforto por causa dos sintomas. Nos casos mais graves, a psoríase pode ser dolorosa e provocar alterações que trazem muito transtornos a qualidade de vida e na autoestima do doente. Por isso é fundamental que se procure o tratamento médico o quanto antes.

PSORÍASE

Tratamento da Psoríase

O tratamento da psoríase é muito importante para se ter uma melhor qualidade de vida. Nos casos leves é necessário hidratar a pele, aplicar medicamentos tópicos somente na região das lesões e exposição diária ao sol. Estes são suficientes para melhorar o quadro clínico e favorecer o rápido desaparecimento dos sintomas.

Nos casos em que a psoríase é moderada, quando o tratamento mais simples foi feito e não houve melhora dos sintomas, o tratamento utilizado é a exposição à luz ultravioleta. Nos casos mais graves, é preciso iniciar tratamentos utilizando medicação via oral ou injetável.

A psoríase pode impactar de maneira significativa a vida e a autoestima do paciente e isto ajuda a piorar o quadro. Justamente por isso o acompanhamento psicológico é indicado em alguns casos. Outros fatores auxiliam no tratamento e até mesmo o desaparecimento dos sintomas são uma alimentação balanceada e a prática de atividade física diariamente.

O tratamento prescrito não pode ser interrompido de maneira nenhuma sem autorização do médico, pois isto poderá piorar a psoríase.

PSORÍASE

Converse com seu médico

E por falar em médico, outro ponto importante é construir um bom relacionamento com ele porque isso permite um diálogo aberto e franco. Quanto mais confortável você se sentir conversando com ele, mais propenso estará para explicar tudo o que está ocorrendo e compartilhar como você está realmente se sentindo. E, ao obter o quadro geral, ele vai estar mais apto a indicar o tratamento e aconselhamento corretos. Isso nem sempre é tão fácil.

Durante uma consulta, haverá muita informação a ser assimilada e é muito possível que você saia sem conseguir compreender tudo o que foi dito. Portanto, não hesite em pedir a seu médico para lhe explicar novamente – eles estão acostumados a repetir as coisas.

Se você tiver muitas dúvidas e perguntas, antes de ir ao médico, anote-as numa folha de papel. Isso ajudará a garantir que todas as questões sejam discutidas.

Caso a psoríase esteja em uma área íntima, consulte-se com um profissional que lhe cause menor constrangimento, ou seja, um médico ou uma médica. Mas lembre-se, os médicos estão ali para tratar, não para julgar valores pessoais.

Pesquise

Muitas informações são facilmente disponibilizadas na internet hoje em dia, mas fique alerta, pois nem todas são confiáveis. Se tiver dúvidas específicas sobre as informações que encontrou na Internet, pode imprimir as páginas e levá-las ao seu médico.

Todos os médicos dedicam seu tempo analisando os históricos dos novos pacientes, condições e tratamentos em andamento. Para construir um bom relacionamento com seu novo médico, basta que haja muita transparência e empatia entre vocês. Ele deverá lhe transmitir conhecimento e segurança e, em contrapartida, você deverá detalhar o máximo possível as suas aflições.

Quando for se consultar, leve um acompanhante ou um amigo próximo.

Eles poderão te ajudar a lembrar dos fatos e poderão lhe dar o apoio necessário. Além do mais, após a consulta, você poderá discutir sobre sua condição e tratamento com alguém que realmente entenda o que você está enfrentando.

A conclusão é que, se é importante para você, também é importante para o seu médico. Então, através da construção de um bom relacionamento e, estando aberto sobre as suas preocupações, você vai saber que você receberá o melhor apoio possível para tratar a sua psoríase.

compartilhar fbWHATSAPP

– – – 0 0 0 – – –

GOSTOU DESTE ARTIGO? TEM MUITO MAIS!