O STRESS E A DEPRESSÃO

UAU ARTIGO 100


O que é a depressão?
O termo depressão engloba diversas emoções que comportam um sentimento subjetivo estressante e desagradável. As emoções mais comuns são a tristeza, o desacreditar, a mágoa, a pena, a culpa, o desalento, ou seja, é um grupo de alterações que envolvem desajustes emocionais.

DEPRESSAO 01

A incidência de depressão é mais frequente nas mulheres, que são afetadas cerca de duas vezes mais do que os homens, e podem envolver pessoas de qualquer idade. Tanto podemos observar numa criança, como num adulto de idade avançada.

As causas deste distúrbio ainda não estão esclarecidas, mas tem uma inter-relação entre fatores biológicos e o stress sócio/psicológico. A síndrome depressiva pode ser causada por várias doenças, drogas e medicamentos.

Os sintomas da depressão são variados, mas existem 6 deles que são comuns na grande maioria dos indivíduos deprimidos, que são:

  • Tristeza persistente, melancolia e/ou a sensação de um “vazio”
  • Desinteresse pelos projetos habituais, desinteresse pelas atividades que mais gosta.
  • Culpa e desinteresse por si mesmo – falta de esperança/futuro.
  • Raciocínio mais lento; menor desempenho em tarefas mentais complexas.
  • Irritabilidade – mais marcante em adolescentes e em idosos – mais evidente no seio familiar.
  • Alterações de humor e do bem-estar físico, com redução da energia vital, fadiga e letargia.

Outros sinais e sintomas são a anorexia ou alterações no peso do corpo: come-se mais que o habitual ou perde-se o interesse pelos alimentos.

SONO UAUCANCE

GRUPO SAUDE

Normalmente apresentam alterações no sono. A insônia é incapacidade de conciliar, ou manter o sono, ou acordar pela manhã bem cedo. É a ausência do sono reparador.

Existem alguns estados depressivos distintos e reconhecidos, tais como:

1) Distúrbio Depressivo “Major” – É a depressão clássica e debilitante que apresenta comprometimento funcional nos papéis familiares, social e ocupacional. Nos indivíduos não tratados, a incidência depressiva major pode durar de 6 a 18 meses, com reincidências 4 a 6 vezes durante na evolução, ou seja, uma pessoa que tenha um distúrbio depressivo major não tratado irá passar 10 anos da sua vida sentindo-se desesperado, incapaz e desprezível.

2) Distimia – Distúrbio crônico do humor, envolvendo uma depressão de baixo grau e de longa duração. As pessoas com esta perturbação exercem as suas funções, mas nunca se sentirão normais nem se sentem no seu melhor.

3) Doença Bipolar – Assim denominada pelas alterações maníaco-depressivas, as oscilações de humor, energia exagerada, irritabilidade quando se sente contrariado, compras excessivas (compulsivas), pensamentos fugazes, aumento do impulso sexual.


Habitualmente estes indivíduos têm pouca necessidade de dormir, podendo manter-se acordados vários dias. A doença bipolar está subdividida em dois grupos:

  • Bipolar I – caracterizada por um ou mais episódios maníacos/depressivos mistos
  • Bipolar II – tem um ou mais episódios depressivos importantes acompanhados, pelo menos, por um episódio hipomaníaco (distúrbios grosseiros de humor, de comportamento e do pensamento)

4) Depressão Pós-parto – Está relacionada com vários fatores, incluindo privação do sono, grandes desvios/alterações hormonais, ao fato da experiência de ser mãe e o receio que aconteça algum mal ao bebê.

O rastreio da depressão é feito por uma combinação de testes físicos destinados a excluir hipóteses, como hipotireoidismo, deficiências vitamínicas, além do recurso a testes psicológicos destinados a tentar identificar o tipo de depressão.

SENTIDO DA VIDA

Quanto aos tratamentos para estas situações, poderemos falar de:

Prescrição de medicamentos antidepressivos: costumam produzir efeitos colaterais desagradáveis, tais como: boca seca, vertigem, obstipação, erupções cutâneas, sonolência ou insônia e agitação.

Psicoterapia: leva o indivíduo a várias “terapias de fala”, como a terapia cognitiva-comportamental, terapia interpessoal, terapia psicodinâmica.

Massagem: A massagem é aconselhada na grande maioria dos tipos de depressão porque obtém vários benefícios, ou seja, a massagem é uma das poucas terapias claramente agradáveis, que as pessoas podem fazer por induzir ao relaxamento corporal (muscular).  A massagem transfere as pessoas de um estado simpático para um estado parassimpático que conduz a várias alterações fisiológicas e bioquímicas no corpo.

Reflexologia: A massagem reflexa nos pés também é útil no tratamento da depressão, ela é eficaz para manter e prevenir a saúde. A reflexologia proporciona benefícios consideráveis nas afecções associadas ao stress. Massajar as áreas reflexas do eixo hipotálamo – hipófise-supra-renal que se destinam a desimpedir bloqueios energéticos permitindo que a energia volte a fluir livremente e deste modo a ajudar na cura do problema no doente.

Fitoterapia: também ajuda nesse tipo de estado. Resumidamente, algumas plantas são tradicionalmente mais utilizadas, como Passiflora, Valeriana, Espinheiro-Alvar e a Erva cidreira.

Algumas bebidas auxiliam a adormecer facilmente e com uma noite de sono reparador: Chá de Camomila e Chá de Erva Cidreira. Também se pode recorrer a sucos: De maçã – dá energia, melhora a condição física e ajuda a encarar a vida sem angústia, nem stress (tomar ao longo do dia). De damasco – ajuda a avançar sem angústias e sem medo do amanhã. O leite morno com mel é um velho truque, mas eficaz, para adormecer de forma natural.

TENTE SER FELIZ

Tudo isso ajuda, mas não substitui o acompanhamento médico e a medicina tradicional. Se este for o seu caso, lembre-se que quanto mais colaborar, mais rápido se livrará desse mal.

—X-X-X—

compartilhar fb

RECEBA NOVIDADES UAUCANCE

Você também vai gostar:

10 BENEFÍCIOS DE MANTER-SE CALMO

10 DICAS FÁCEIS PARA VIVER MUITO E BEM!

OS 10 MAUS HÁBITOS AO TOMAR MEDICAMENTOS

VOCÊ SABE O QUE É FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR (FPS)?

Leave a Reply