MEIAS DE COMPRESSÃO: QUANDO USÁ-LAS?

LN-Bem-viver


As meias de compressão são indicadas geralmente para gestantes e indivíduos com doença venosa crônica, principalmente para melhorar a circulação e prevenir ou atenuar o surgimento de varizes.

meias-de-compressao-1

Vamos primeiramente, entender o funcionamento da circulação. O coração bombeia sangue para os órgãos e para os membros, inclusive os inferiores, através das artérias. O sangue oxigenado vai para as pernas com a força da bomba cardíaca. Mas quando ele chega lá embaixo, é preciso voltar, ou seja, subir.

Existe, portanto, um dispositivo para fazer o sangue voltar contra a força da gravidade. Nós temos nas pernas veias com válvulas unidirecionais que fazem com que ele suba, de modo a completar o circuito do sangue pelo corpo. Quando os músculos contraem, o sangue é injetado no sentido das válvulas, para cima. Quando o músculo fica relaxado, o sangue não volta.

Se por algum motivo essas válvulas estão deficientes ou as veias estão obstruídas, o sangue não consegue circular de volta para o coração. Uma parte do sangue congestiona as veias, o que pode causar varizes, inchaço e doença venosa crônica. É aí que a meia elástica entra em ação. Ela irá fazer uma pressão homogênea nas pernas e, com isso, o sangue vai correr com mais velocidade de volta para o coração. Podemos associar a meia a uma bomba muscular.

curtirFB

GRUPO SAUDE

Os principais sinais de que as válvulas não estão funcionando de maneira adequada é o aparecimento de varizes, que são veias superficiais dilatadas. Elas ficam assim porque o sangue não consegue ser bombeado. Muitas pessoas têm esse problema por causa do histórico familiar.

Outro sinal é um inchaço no tornozelo no final do dia. No final do dia porque a deficiência se apresenta quando estamos de pé. Ao deitarmos, o sangue flui normalmente. Durante o dia, devido à gravidade o retorno do sangue é mais difícil, e a perna vai inchando. Por volta das 18 horas, os tornozelos estão enormes! É um inchaço cíclico, porque piora ao longo do dia e melhora quando a pessoa deita. A sensação de peso e cansaço nas pernas também é muito comum.

O indivíduo que tenha histórico de varizes, doença venosa crônica, quem fica muito tempo de pé ou sentado, devem usar as meias de compressão. A recomendação é colocá-la logo após levantar e retirar somente quando for tomar banho e dormir. Existem modelos masculinos e femininos; porém as compressões são as mesmas. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV) um em cada cinco homens sofre com problemas circulatórios, em especial com as varizes (veias que ficam tortuosas, alongadas e dilatadas devido a diversos fatores, como alterações hormonais, hereditariedade, obesidade, cigarro, vida sedentária, entre outros).

Durante a gravidez o volume de sangue circulando pelo organismo aumenta. Também há o crescimento do útero, responsável por exercer forte pressão nas veias da região pélvica e na veia cava inferior, que drena o sangue proveniente dos membros inferiores e cavidade abdominal. Isso faz com que a pressão sanguínea nas veias das pernas seja maior, influenciando o desenvolvimento de doenças venosas. Com os vasos recebendo maior volume de sangue podem surgir problemas circulatórios nos membros inferiores e, no caso de mulheres que já convivem com o problema, pode ocorrer piora e aparecimento de dores e desconforto. O uso da meia de compressão ajuda a melhorar a circulação sanguínea nas pernas.

meias-de-compressao-2

Nas viagens longas de avião, com mais de 8 horas de duração, o sangue circula mais lentamente, por isso os tornozelos ficam inchados. Além disso, as poltronas do avião ajudam a comprimir a veia principal de retorno da perna. Isso também vale para viagens de ônibus ou carro. Com o sangue mais lento, o que pode acontecer, principalmente nas pessoas com mais predisposição (como idosos e mulheres que tomam anticoncepcionais), é uma trombose de voo. A trombose é a formação de coágulos, que normalmente começa nas pernas. O sangue fica mais grosso e aumenta o risco de entupimento de alguma veia ou artéria. Para reduzir os riscos, recomenda-se o uso de meias elásticas, hidratar-se muito bem e mexer pernas e braços regularmente. Entenda os diferentes graus de compressão:

Suave compressão: Seu uso é indicado para prevenção e bem estar. Ajuda a prevenir varizes durante e após a gestação, para quem faz uso de pílulas anticoncepcionais, para quem fica muito tempo em pé ou sentado, para quem tem propensão hereditária e é recomendável para viagens de longa distância.

Média compressão: É indicada para quem sente dores acentuadas nas pernas no final do dia, assim como nos casos acentuados de inchaço, dores, cansaço e varizes nas pernas. Durante e após a gestação, para quem faz uso de pílulas anticoncepcionais, para quem fica muito tempo em pé ou sentado, para quem tem propensão hereditária e, antes e após cirurgias.

Alta compressão: É indicada para quem tem varizes ou inchaço nas pernas em estágio avançado. Nos casos graves de inchaço, dores, cansaço e doenças venosas.

Extra alta compressão – É indicada para pessoas com quadros varicosos intensos, úlceras venosas pós-trombóticas, edemas acentuados persistentes, graus extremos de elefantíase, além de tratar dermatofibrose acentuada.

Para definir qual é a maia ideal para você, é necessário pedir orientação a um angiologista. Não é qualquer meia que se pode vestir. Existe uma compressão certa para cada pessoa. Em geral, para viagens longas, recomenda-se a meia três quartos.

Além da utilização das meias de compressão, os problemas circulatórios podem ser prevenidos com dieta saudável, abolição do tabagismo, redução de peso e a prática regular de exercícios físicos.

compartilhar fb