JOANETE: CONHEÇA ESSE MAL

O pé humano tem uma estrutura em forma de arco e funciona como uma alavanca que impulsiona o corpo quando andamos ou corremos. Ela é fundamental para a distribuição adequada do peso que os pés têm de suportar e também para manter o equilíbrio.

joanete-1

Uma das alterações anatômicas mais comuns é o joanete, ou hálux valgo. O joanete, denominação popular da deformidade do dedão do pé, é uma saliência óssea que se forma na articulação na base do dedão. Forma-se um joanete quando o dedão aponta para o segundo dedo, forçando a articulação do dedão a ficar maior e projetada para fora. A pele sobre o joanete pode apresentar coloração avermelhada e ficar dolorida e sensível. O joanete aparece não porque uma nova estrutura óssea tenha crescido, mas porque houve um desalinhamento entre os ossos e articulações dos dedos dos pés.

Com a evolução do quadro, o dedo maior pode empurrar, sobrepor-se ou colocar-se debaixo dos outros dedos. Como consequência, a distribuição do peso nos pés fica comprometida, o que pode prejudicar várias articulações do corpo. Embora surjam quase sempre por causa de alterações no dedão, joanetes podem ser provocados pelo desvio do quinto osso metatársico localizado na base do dedo mínimo do pé. Nesse caso, ele se chama joanete de Sastre.

A pressão exercida sobre o dedo pelos sapatos, especialmente os de pontas estreitas e saltos, é a principal causa para a ocorrência de um joanete. A elevação dos saltos desloca o peso corporal para a frente do pé de forma a contribuir para a deformidade.

Veja alguns fatores que podem levar ao desenvolvimento do joanete:

  • Sapatos de salto alto, bico fino ou muito apertados: o salto alto projeta o pé para frente, o que prejudica a distribuição do peso corporal. O bico fino favorece a compressão dos dedos, principalmente do dedão e do dedinho
  • Anatomia óssea anormal dos pés, fragilidade de ligamentos e tendões, pé chato, dedão do pé maior do que o segundo dedo
  • Hereditariedade (pessoas de uma mesma família costumam apresentar joanetes)
  • Enfermidades neurológicas (AVC, paralisia cerebral, trauma medular, etc.)
  • Problemas congênitos do pé, como má formação
  • Artrite

sapato-bico-fino

GRUPO SAUDE

Joanete é muito comum entre mulheres com mais idade, pois são elas que fazem mais uso do salto alto. Com o tempo, a pressão exercida por esses sapatos nos pés das mulheres podem levar ao joanete.

Os principais sinais e sintomas de um joanete incluem:

  • Dor, rubor e calor na articulação por causa do processo inflamatório na articulação;
  • Formação de calosidades nos dedos comprometidos e na planta dos pés;
  • Dedão do pé virado em direção aos outros dedos
  • Dores nas juntas, agravadas pela pressão dos sapatos
  • Saliência óssea parecida com um calo na base do dedão;
  • Dor persistente ou intermitente
  • Espessamento da pele na base do dedão;
  • Rigidez progressiva do dedo deslocado.

Os joanetes nem sempre precisam de tratamento, mas entre as especialidades que podem diagnosticar adequadamente estão:

  • Clínica médica
  • Ortopedia
  • Podologia
  • Reumatologista

O especialista pode identificar um joanete examinando o pé do paciente. Ele observará os movimentos do dedão do pé e procurará por sinais de vermelhidão, inchaço ou sensibilidade. Exames de raios X costumam ser úteis para determinar a gravidade da lesão e orientar a escolha do tratamento.

O tratamento para joanetes pode ser feito em casa, o que alivia os sintomas, embora não resolva o problema em si. Em alguns casos recomenda-se a cirurgia para realinhar o dedo e remover o calo ossudo (um processo chamado de bunionectomia). Existem várias técnicas cirúrgicas para tratar do joanete. Consulte um médico para saber se alguma delas é necessária e qual o método mais indicado para o seu caso. Não existe tratamento padrão para todos os casos de joanete. O médico avalia as condições e necessidades de cada paciente – faixa de idade, estilo de vida, estado geral da saúde, intensidade dos sintomas, por exemplo — antes de propor um tratamento conservador ou cirúrgico.

joanete-2

O tratamento caseiro envolve uma série de cuidados que, juntos, podem resolver o joanete. Veja alguns exemplos:

Use sapatos mais confortáveis: Eles precisam acomodar os pés com conforto para não interferir na distribuição equilibrada do peso do corpo. Lembre-se que os pés aumentam um pouco de tamanho no fim do dia ou quando envelhecemos, por isso é sempre melhor que a ponta dos dedos não encoste na frente do sapato;

Altere o calçado: Não use o mesmo par de sapatos ou de tênis por dias seguidos para evitar o atrito sempre no mesmo ponto dos pés;

Uso de protetores: Existem vários tipos de protetores ortopédicos que ajudam e muito a aliviar as dores causadas pelo joanete. Normalmente são bem discretos e podem ser usados diariamente.

protetor para joanete

Considere usar talas: O médico pode recomendar que você imobilize o pé temporariamente para colocá-lo na posição correta e evitar a pressão sobre o dedão do pé.

Afastadores de dedos: São peças em silicone, que se coloca entre os dedos do pé, ajudando no realinhamento do dedão, para aliviar as dores provocadas pelo joanete.

Palmilhas: Palmilhas almofadadas podem ajudar a diminuir a pressão exercida no pé conforme você o movimenta, reduzindo, assim, os sintomas do joanete e prevenindo que ele evolua para um problema mais grave.

Aplicação de gelo: Compressas com gelo sobre o joanete pode ajudar a aliviar a dor e a inflamação.

Caminhe descalço: Ande descalço, sempre que possível, especialmente em terrenos irregulares ou na areia, para fortalecer os dedos e articulações dos pés;

Medicações: Alguns analgésicos podem ajudar a controlar a dor causada por um joanete. Injeções de cortisona também podem ser úteis eventualmente, embora não costumem ser necessárias.

O resultado do tratamento depende da idade e das atividades praticadas, e também da gravidade do joanete. Cuidar do joanete logo quando ele surge e trocar de sapatos regularmente, é a melhor maneira de evitar complicações. Caso seu joanete lhe incomode muito, procure um especialista.

compartilhar fb

[sg_popup id=”15″ event=”onload”][/sg_popup]