HERPES – TRANSMISSÃO E CUIDADOS

LN-Medicina_e_saude


A herpes é uma doença altamente contagiosa que se pega através do contato direto com a ferida da herpes de alguém, pelo beijo, no banheiro, pela roupa ou até mesmo pelo ar, no caso da herpes zóster.

herpes-generica

O contato com algum objeto infectado com o vírus, como copo, talheres, toalhas da pessoa infectada também é altamente contagioso na fase em que a ferida está cheia de bolhas com líquido. Porém, o indivíduo recentemente contaminado pode demorar anos para desenvolver os primeiros sintomas de herpes. 

A primeira aparição costuma ser a mais sintomática, pois neste momento ainda não temos anticorpos formados. Em geral, o quadro é de múltiplas vesículas (pequenas bolhas) agrupadas, com áreas de inflamação na base e ao redor. As lesões são muito dolorosas e podem vir acompanhadas de mal estar, linfonodos (gânglios) aumentados e febre. 

As recorrências costumam ser menos sintomáticas e mais curtas. Normalmente apresentam alguns sintomas que “avisam” que as lesões do herpes vão reaparecer. Dor, formigamento ou prurido (comichão) local costumam surgir algumas horas antes das vesículas.

curtirFB

GRUPO SAUDE

O vírus da herpes labial é transmitido através:

  • Do beijo;
  • Do uso do mesmo copo;
  • Do uso do mesmo talher;
  • Do uso da mesma toalha;
  • Do uso da mesma roupa.

Ou qualquer outro objeto que tenha sido usado anteriormente pelo indivíduo contaminado e que ainda não tenha sido desinfetado.

Um indivíduo que possuir herpes genital e que tiver seu órgão genital tocado pela boca do parceiro poderá contaminá-lo, e este último vir a desenvolver a herpes labial.

herpes-labial

O vírus da herpes genital é transmitido através:

  • Do contado direto com a ferida do indivíduo contaminado;
  • Do uso de objetos ou roupas que tenham entrado em contado com a ferida;
  • Do contato íntimo;
  • Do uso da mesma roupa íntima;
  • Do uso do banheiro, ao sentar no vaso sanitário;
  • Do uso da mesma toalha.
  • De qualquer outro objeto que tenha sido usado anteriormente pelo indivíduo contaminado e que ainda não tenha sido desinfetado.

herpes-genital

O vírus da herpes zóster é transmitido:

  • Através do contato com as secreções do indivíduo contaminado;
  • Pelo ar, basta o indivíduo com catapora tossir ou respirar perto dele. Se ele já tiver tido catapora antes, poderá desenvolver herpes.

A herpes zóster é a reativação do vírus da catapora que se manifesta num local específico, quando há uma baixa do sistema imune. Geralmente, o indivíduo é contaminado com o vírus da catapora na infância e desenvolve a doença. Quando este é exposto a alguém com catapora, o vírus pode ser reativado e ele pode desenvolver herpes.

zoster

O tratamento com antivirais, como o aciclovir, serve pra reduzir o tempo de doença. Quanto mais precocemente forem iniciados, melhor a resposta. No herpes labial pode-se usar pomadas e no genital comprimidos. Mais uma vez, não há cura para o herpes. Também ainda não existe vacina eficaz contra o herpes vírus. O tratamento é indicado nas lesões primárias e nos doentes imunossuprimidos. Nos outros casos, o tratamento não altera muito o curso da crise. Durante este período recomenda-se que o indivíduo tenha todos os seus objetos de uso pessoal separados dos outros para evitar o contágio da doença.

compartilhar fb