FOGÃO POR INDUÇÃO: MENOS RISCO P/ O IDOSO

LN-MinhaCasa


A SEGURANÇA DOS FOGÕES POR INDUÇÃO 

fogão por indução 1

Para os jovens da terceira idade que moram sozinhos ou que gostam de cozinhar para si mesmo ou para receber amigos, podemos dizer que estão no caminho certo, pois cozinhar mantém a mente estimulada e isso é essencial para a manutenção da boa saúde.

Apesar da qualidade de vida que o ato de cozinhar promove, cozinhas podem ser um lugar perigoso para as pessoas mais idosas. Estudos mostram que pessoas acima dos 65 anos têm duas vezes e meia maior risco de perecer em um incêndio na cozinha do que a população em geral.

As causas mais frequentes de incêndios na cozinha entre os idosos são:

  • Colocar alimentos no fogão para cozinhar e se esquecer deles.
  • Perder o controle de tempos de cozimento.
  • Esquecer-se de desligar os queimadores depois de remover as panelas.
  • Deixar utensílios e panos de prato muito perto de queimadores.
  • Tentar limpar superfícies de fogão antes que tenha esfriado por completo.

O risco de acidentes de cozinha causados por desatenção ou esquecimento é o mesmo considerando fogões a gás ou elétricos (queimaduras ou choques).

GRUPO SAUDE


Grills (chapas) também podem superaquecer a fiação por consumirem muita potência, o que potencializa os riscos de incêndio nas instalações.

fogão por indução

Para evitar estes aborrecimentos, surgem com mais força, os cooktops ou fogões por indução, cujos preços vem caindo ano após ano. Operam com uma tecnologia diferente da que fogões a gás ou elétricos apresentam e possuem características que os tornam mais fáceis e seguros para todos, principalmente os idosos. Ao invés das chamas ou resistências quentes, elementos de indução aquecem panelas e frigideiras com campos magnéticos. Apenas as panelas esquentam, não a superfície de cozimento, reduzindo assim, o risco de incêndios e queimaduras acidentais.

cooktop por indução

Junto com a redução desses riscos, sistemas por indução oferecem os seguintes benefícios:

  • Eles aquecem mais rápido e podem reduzir o tempo de cozimento;
  • Seus controles respondem mais rapidamente e o ajuste da temperatura é mais preciso;
  • Como a superfície só aquece quando as panelas são colocadas diretamente no campo magnético do elemento de indução, os “queimadores” desligam automaticamente quando as panelas são removidas da superfície de cozimento;
  • A superfície de cozimento nunca fica quente o suficiente para incendiar papeis, tecidos ou gorduras, sobre ela ou nas proximidades;
  • Como a superfície de cozimento aquece muito pouco ao contato com utensílios de cozinha, ela nunca fica quente o suficiente para queimar os usuários se tocada;
  • Eles são mais fáceis de limpar; alimentos não grudam em suas superfícies de cerâmica.
  • Eles são mais eficientes em termos energéticos (colaboram na conta de luz!).

Cozinhar com uma unidade de indução é um pouco diferente do que cozinhar com gás ou fogão elétrico comum. As panelas devem conter pelo menos um pouco de ferro ou aço em sua base. De um modo geral, ferro fundido, ferro fundido esmaltado e algumas panelas de aço inoxidável funcionam bem.

curtirFB

Geralmente são mais rápidos do que os dos queimadores convencionais e o aquecimento começa instantaneamente. A água, por exemplo, ferve em menos de metade do tempo que levaria com queimadores convencionais. Pessoas acostumadas a cozinhar com fogões a gás ou elétricos precisam se adaptar ao cozinhar em sistemas por indução, contudo o ambiente é mais seguro, mais saudável, mais eficiente em termos energéticos e principalmente, quando manipulado por idosos. Os riscos associados ao gás, ou seja, vazamentos não detectados e subprodutos de monóxido de carbono da combustão, são eliminados. O ambiente também preserva sua temperatura, pois o calor se concentra de forma mais eficiente na panela com pouca ou nenhuma perda para o ambiente.

compartilhar fb