EXCESSO DE SAL – CONHEÇA OS RISCOS

EXCESSO DE SAL

Inimigo silencioso

O consumo em excesso de sal de cozinha (também conhecido como cloreto de sódio) é extremamente prejudicial à saúde e age sem que o indivíduo perceba. Quando se dá conta, os problemas já estão instalados, como hipertensão arterial, pedras nos rins e insuficiência renal. E ainda aumenta as chances das doenças autoimunes, além de agravar a osteoporose, afetar o paladar e acelerar o envelhecimento.

Consumo moderado

É absolutamente necessário reduzir o consumo de sódio, que não está apenas no sal branco, mas nos alimentos industrializados, mesmo nos doces. O ideal é consumir, no máximo, dois gramas de sódio por dia, o que equivale a aproximadamente cinco gramas de sal de cozinha (uma colher de chá).

Estimativas

Segundo estimativas do governo, aproximadamente 11,3 mil toneladas de sódio deixaram de ser adicionadas aos alimentos produzidos pela indústria nacional em dois anos. A meta é que este número chegue a 28,5 mil toneladas. Além disso, esses resultados vão atuar diretamente em outra taxa importante: reduzir em 2% ao ano, a mortalidade prematura, ou seja, de quem tem menos de 70 anos, por doenças crônicas não transmissíveis.

Riscos provocados pelo excesso de sal:

Hipertensão 

O sódio em excesso aumenta a capacidade sanguínea de “puxar” líquidos dos tecidos para o sangue. O organismo, numa tentativa de preservar o equilíbrio e normalizar a falta de água nas células, aumenta a pressão arterial para tentar ‘irrigar’ melhor os tecidos. A hipertensão deve ser atestada por um cardiologista e na maioria das vezes, o controle no consumo de sal é suficiente para reverter os malefícios, porém, após muitos anos de pressão alta já há lesões irreversíveis em alguns órgãos. A hipertensão arterial é mais presente do que se imagina – de cada dez pessoas adultas, aproximadamente duas têm pressão alta.

(clique AQUI para ler mais a respeito)

Problemas nos rins

Quando o consumo de sódio é muito alto, o rim – responsável por excretar a substância – pode ficar comprometido. O rim tem uma capacidade limitada para filtrar e excretar o sal. A hipertensão é uma das principais causas de doença renal crônica. Além disso, ingerir muito sal aumenta os riscos de cálculo renal.

GRUPO SAUDE

Osteoporose, perda de paladar e doenças autoimunes

Pesquisas mostram que o sal não somente regula os fluídos corporais e a pressão arterial, mas também afeta o sistema imunológico e a formação e dissolução óssea, além de alterar o paladar.

Envelhecimento

A desidratação celular provocada pelo excesso de sódio é muito prejudicial para as células. Ela deixa o metabolismo celular mais lento, até que, eventualmente, ela morre. E isso pode gerar o envelhecimento precoce.

Taxa de mortalidade

O consumo em excesso de sal aumenta a taxa de mortalidade. Então, mudar este hábito pode fazer muita diferença. Os produtos alimentares que devem ser evitados por serem ricos em sal são na maioria os alimentos industrializados, como bolachas, biscoitos, embutidos, caldos, temperos, salgadinhos, embutidos e refeições prontas. Além disso, os molhos também possuem muito sódio, assim como queijos.

EXCESSO DE SAL

Além disso, a longo prazo aumentam as mortes devido a parada cardíaca e AVC. O sal também favorece a retenção de líquidos no corpo, razão pela qual o peso de quem abusa do uso de sal tende a subir, e a aparência, a ficar mais rechonchuda. Diminuir a ingestão ou cortar o sal por alguns dias faz a pessoa desinchar.

Para evitar complicações de saúde tem de controlar o consumo de sódio por dia, evitando os alimentos ricos em sal e optando por alimentos frescos, como legumes e frutas. Além disso, deve-se beber muita água e praticar atividade física pelo menos 3 vezes por semana para evitar o acúmulo de gordura nas artérias.

ervas-aromaticas

Sugestões para reduzir o sal:

  • Prepare os alimentos com uma quantidade mínima de sal;
  • Utilize temperos naturais, como alho, cebola, ervas aromáticas, etc.
  • Evite alimentos industrializados, dê preferência por consumir alimentos naturais.
  • Leia sempre os rótulos dos produtos e verifique a quantidade de sódio dos alimentos industrializados.
  • Nem sempre uma comida com pouco sal significa uma comida sem gosto, sem graça, use e abuse com as ervas aromáticas, como: manjericão, alecrim, orégão, hortelã, tomilho e outras.

compartilhar fbWHATSAPP

– – – 0 0 0 – – –

GOSTOU DESTE ARTIGO? TEM MUITO MAIS!