DISFUNÇÃO ERÉTIL PRECISA SER CUIDADA

DISFUNÇÃO ERÉTIL

DISFUNÇÃO ERÉTIL, CAUAS E CONSEQUÊNCIAS

A disfunção erétil pode estar relacionada a problemas cardiovasculares.

A saúde sexual masculina é um importante indicador de possíveis problemas graves como as doenças cardiovasculares. Por isso os homens precisam colocar de lado a resistência e visitar um médico regularmente.

Problemas cardíacos à vista

Um estudo feito pela Universidade Nacional da Austrália relacionou a presença da disfunção erétil com o risco de problemas cardíacos. Os pesquisadores observaram que homens acima dos 45 anos, que sofriam com algum tipo de disfunção erétil moderada ou grave, tinham até oito vezes mais chances de apresentar problemas como a insuficiência cardíaca. O risco de sofrer com quadros de isquemia mostrou-se alto (66%). Além do risco de morte ser pelo menos duas vezes maior em homens com esse problema sexual.

Acredita-se que a disfunção erétil seja, na verdade, um sinal de que algum problema vascular pode estar instalado no organismo. Isto porque  a irrigação do tecido do pênis é feito por veias muito finas e que manifestam a falência de seu funcionamento quando a circulação sanguínea está comprometida.

arteria1

disfunção erétil foi apontada como uma possível causa do aumento de mortalidade em homens acima de 45 anos por problemas cardíacos. Pode também ser um prenúncio de Doença Arterial Coronariana (DAC) em adultos com idade inferior a 60 anos. Afirma-se que a presença de disfunção erétil em pacientes com DAC pode aumentar o risco de morte em até 45%.

GRUPO SAUDE

curtirFB

Outros indícios

Não é somente a disfunção erétil que é a responsável pelo desenvolvimento de doenças cardiovasculares. O sentido contrário também é observado por médicos que tratam homens com doenças relacionadas à saúde do coração. Os homens com problemas cardíacos geralmente apresentam quadros clínicos como a hipertensão, a diabetes mellitus, a obesidade e a dislipidemia. Além disso, hábitos prejudiciais à sua saúde (tabagismo e a ingestão elevada de álcool) afetam diretamente a saúde sexual.

A testosterona, o principal hormônio circulante no organismo masculino, também pode mostrar a relação entre a disfunção erétil e os problemas cardiovasculares. Especialistas afirmam que a deficiência de testosterona, pode influenciar no mal funcionamento dos tecidos cardíacos, resultando em maior risco de mortalidade nesses pacientes.

cardiologia

A relação entre a disfunção erétil e os problemas cardiovasculares é, portanto, enorme. Por esse motivo os médicos especialistas em saúde sexual masculina devem estar atentos ao funcionamento do sistema cardíaco de seus pacientes, assim como os cardiologistas devem detectar possíveis problemas sexuais em seus pacientes com doenças do coração.

Fonte: www.andrologia.com.br

compartilhar fb

– – – 0 0 0 – – –

GOSTOU DESTE ARTIGO? TEM MUITO MAIS!