COMO SE PROTEGER DOS RAIOS ULTRAVIOLETA

[sg_popup id=”15″ event=”onload”][/sg_popup]LN-Medicina_e_saude


O conceito de beleza atualmente em vigor e procurado pela grande maioria das pessoas é o da pele jovem, sem manchas ou rugas. Entretanto, com o avanço da idade, a pele começa a sofrer alterações que modificarão seu aspecto gradativamente, caracterizando o envelhecimento cutâneo.

envelhecimento

O motivo de tal transformação são as alterações decorrentes do desgaste natural do organismo, causado pelo passar dos anos, sem a interferência de agentes externos e equivale ao envelhecimento de todos os órgãos, inclusive a pele, ou aquele decorrente do efeito da radiação ultravioleta do sol sobre a pele durante toda a vida.

O sol, que propicia momentos de lazer e que dá o bronzeado e também é o principal agente sintetizador da vitamina D, é também o principal responsável pelo envelhecimento cutâneo, pois é a sua ação acumulativa sobre a pele que faz surgir os sinais da pele envelhecida. O dano causado só se manifestará com o passar dos anos. Mesmo naqueles que não frequentam praias, o efeito da exposição diária da pele ao sol vai aparecer no futuro, trazendo todas as características da pele foto-envelhecida.

curtirFB

Além de causar o envelhecimento cutâneo, as queimaduras solares repetidas e frequentes deixam a pele mais predisposta ao surgimento do câncer, especialmente em indivíduos de pele clara (fototipos I e II). A radiação ultravioleta do sol, além de alterar o código genético das células, inibe mecanismos de defesa que nos protegem contra o câncer da pele.

GRUPO SAUDE

Para se proteger desta radiação, que tem aumentado consideravelmente ano após ano em nosso país, bastam algumas medidas simples. A principal delas é atentar para o uso de filtro solar diariamente ou roupas apropriadas.

Desde outubro de 2009, a Academia Americana de Dermatologia recomenda que o FPS mínimo (Fator de Proteção Solar) dos filtros solares seja 30. A dica é conferir os rótulos dos produtos antes de comprá-los, para saber se incluem proteção a raios ultravioletas.

camiseta-ion-uv

Veja também outras maneiras de se proteger:

  • Chapéus, sombrinhas e roupas coloridas diminuem a penetração ultravioleta. Recomenda-se roupas confeccionadas com tecidos que bloqueiam quase totalmente as radiações UV.
  • Manter janelas do carro fechadas não impede a penetração do raio ultravioleta. É recomendável usar protetor solar mesmo quando estiver ao volante.
  • Especialistas recomendam no mínimo, fator de protetor solar 30. Além disso, é preciso aplicar o produto na quantia certa, ou ele não faz efeito.
  • Ao sair de casa para exercitar-se, é interessante dar preferência a horários do início da manhã e fim de tarde. A incidência de sol é menor nestes períodos.
  • Use protetores solares sempre que sair ao sol, nas áreas de pele não protegidas pelas roupas e que mais envelhecem, como a face, pescoço, colo, braços e mãos.
  • A duração da ação de um filtro solar é de cerca de 2 horas. Após este período deve ser reaplicado.
  • Beba pelo menos 2,5 litros de água por dia.
  • Aumente a ingestão de frutas e hortaliças na dieta.
  • Use um hidratante após o banho.
  • Use sabonetes suaves para a higiene pessoal.

Existe perigo em ficar ao sol sem proteção mesmo em dias de céu nublado. Isso ocorre porque as nuvens refletem os raios ultravioleta – o sol pode queimar sem que a pessoa perceba. A radiação também ultrapassa janelas fechadas de carros, razão pela qual recomenda-se proteger-se mesmo quando estiver em trânsito. O uso de roupas adequadas, chapéus e sombrinhas também ajuda a impedir a penetração da radiação.

sombrinha

Para aquelas pessoas que já sofreram a ação do sol e apresentam os sinais do envelhecimento cutâneo, além da proteção solar, o uso de algumas substâncias na forma de cremes, loções ou géis, podem a médio ou longo prazo reverter alguns dos efeitos do foto-envelhecimento.

Os melhores resultados são obtidos com os produtos à base de ácido retinóico. Esta substância atua na pele estimulando a renovação celular de sua camada mais externa (epiderme) e reestruturando o colágeno e as fibras elásticas de sua camada média (derme).

protetor

O efeito a longo prazo, é o de uma pele com superfície mais viçosa, lisa e hidratada, clareamento das manchas, atenuação das rugas finas e melhora da elasticidade. A pele adquire o aspecto de “rejuvenescida”.

No entanto, estas substâncias devem ser utilizadas com cautela, pois podem acarretar efeitos colaterais se usadas de forma errada. Antes de iniciar um tratamento, deve ser feita uma avaliação da pele por um médico dermatologista, que é o profissional capacitado para indicar o tipo de produto e a concentração mais apropriada para cada pessoa, de acordo com o seu tipo de pele e grau de comprometimento.

Os idosos precisam de mais atenção e alguns cuidados especiais para garantir a eles um envelhecimento saudável e uma qualidade de vida melhor. Além de proteger a pele devidamente, praticar atividades físicas regulares, ter uma boa alimentação, dormir bem, são hábitos que auxiliam a saúde e o bem-estar.

compartilhar fb