CASPA: COMO ELIMINAR, E COMO APARECE?

CASPA

POR UQE A CASPA APARECE?

A caspa é um problema muito comum, caracterizado por coceira e descamação da pele na região do couro cabeludo. Embora a caspa não seja contagiosa nem grave, a sua presença pode ser embaraçosa e, por vezes, difícil de tratar. Apesar de mal vista, a caspa não é necessariamente um sinal de falta de higiene do indivíduo.

CASPA

Como a caspa surge?

A caspa é uma forma leve de dermatite seborreica, que acomete o couro cabeludo. A pele do couro cabeludo está em constante processo de renovação, havendo sempre produção de novas células e descamação de tecido morto. Conforme a camada mais superficial da pele vai se renovando, as células mais velhas são empurradas para fora, onde acabam por morrer e descamar.

Esse processo ocorre diariamente e passa despercebido na maioria das pessoas. Entretanto, nos pacientes com caspa, esse processo de renovação da pele está acelerado, fazendo com que grande quantidade de pele morta se descole e descame, formando os flocos brancos (típicos do problema), facilmente visíveis devido ao seu contraste com a cor do cabelo. A caspa costuma surgir na adolescência e tende a ser um problema crônico e recorrente, havendo períodos de melhora que se alternam com momentos de exacerbação.

CASPA

Causas mais comuns do aparecimento da caspa

Secura da pele:

A pele seca, o que muitas vezes ocorre no inverno, quando o ar lá fora está frio e os interiores são muito aquecidos, é a causa mais comum de caspa acompanhado de coceira no couro cabeludo.

GRUPO SAUDE

Dermatite seborreica (pele oleosa e irritada):

É caracterizada por áreas de vermelhidão e pele oleosa, cobertas de escamas esbranquiçadas ou amareladas que tendem a cair. Dermatite seborreica, em alguns casos, também pode afetar outras áreas, tais como as sobrancelhas, os lados do nariz e a parte de trás das orelhas, no peito, na virilha ou as axilas.

Higiene pobre do cabelo:

Quando não são lavados regularmente, pode acumular sebo e escamas na pele do couro cabeludo, causando a caspa.

Psoríase:

Esta doença de pele é o acúmulo de células mortas que formam escamas espessas e cor prateada. A psoríase afeta normalmente os joelhos, cotovelos e tronco, mas também pode ocorrer no couro cabeludo. Se é apenas sobre o couro cabeludo, pode ser facilmente confundida com a dermatite seborreica.

Eczema:

Processo crônico ou agudo de inflamação da pele, que apresenta-se na forma de manchas avermelhadas com pequenas bolhas. Pode aparecer nas mãos e no rosto, e também pode se apresentar no corpo todo. Os óleos que nossa pele produz não são suficientes e, por isso, a pele torna-se seca, dura e pode apresentar algumas crostas e coceiras. É um processo similar ao da caspa.

Dermatite de contato (sensibilidade a produtos para o cuidado do cabelo):

Alguns pacientes tem sensibilidade a determinados ingredientes na formulação de produtos para o cuidado do cabelo. Eles podem causar  vermelhidão do couro cabeludo. Lavar o cabelo com demasiada frequência ou usar muitos produtos, pode irritar o couro cabeludo, causando caspa. Use sempre xampus hipoalergênicos.

Malassezia (levedura):

Na maioria dos casos, a erupção é idêntica ou muito semelhante ao da dermatite seborreica. A causa da proliferação desta levedura é atribuído ao excesso de sebo do couro cabeludo. Também: alterações hormonais, stress, patologias, distúrbios neurológicos (tais como a doença de Parkinson), doenças do sistema imunológico, falta de higiene do cabelo e a sensibilidade específica de levedura.

O aumento da oleosidade ou ressecamento do couro cabeludo:

Devido a fatores externos, como clima, ar condicionado e as químicas utilizadas, o cabelo e o couro cabeludo podem se tornar mais oleosos ou mais secos.

Viver em locais onde haja muitos dias frios e secos ou quentes e úmidos.

Esta combinação de fenômenos acabam “desregulando” a oleosidade natural do organismo, facilitando o aparecimento da caspa.

Uso frequente de gel ou mousse nos cabelos:

Nem sempre os produtos são adequados para aquele tipo de cabelo específico. Ainda, essas químicas podem alterar o PH do couro cabeludo, estimulando o aparecimento da caspa.

Estresse emocional:

Muitos são os casos de dermatites causadas pelo estresse diário e claro, o couro cabeludo não poderia ficar de fora. A caspa é uma das reações possíveis ao estresse em excesso.

Pacientes com algumas doenças apresentam uma incidência maior de caspa do que o habitual, principalmente os portadores do vírus HIV ou com a doença de Parkinson.

CASPA

Tratamento

A caspa não é uma condição que tenha uma cura propriamente dita. Há vários tratamentos efetivos para a caspa, mas é muito comum que o paciente apresente novos episódios ao longo dos anos.

Nos casos mais simples, basta lavar os cabelos diariamente com qualquer xampu comum ou hipoalergênicos no caso de apresentar sensibilidades. Nos casos de caspa recorrente, há no mercado vários xampus anticaspa que são eficientes. Nos casos mais graves, se não houver melhora, o paciente deve procurar ajuda de um dermatologista que poderá avaliar e prescrever o medicamento ou produto mais adequado.

MEDICAMENTO SEMPRE NA HORA CERTA!

PORTA COMPRIMIDOS SEMANAL PILBPOX

PORTA COMPRIMIDOS SEMANAL PILBPOX

compartilhar fbWHATSAPP

– – – 0 0 0 – – –

GOSTOU DESTE ARTIGO? TEM MUITO MAIS!