CÃES PARA CUIDAR DE DIABÉTICOS

LN-Curiosidades


Tudo que comemos é digerido e transformado em açúcar quando chega no intestino. Esse açúcar, chamado de glicose é absorvido para o sangue e utilizado para formação de energia. Para a utilização da glicose é necessário uma substância produzida pelo pâncreas, a insulina. Quando o nosso corpo não produz insulina, ou produz de forma insuficiente ou ainda, quando nosso corpo não consegue utilizar a insulina que foi produzida, a glicose se eleva no sangue (hiperglicemia). O diabetes nada mais é do que essa elevação da glicose na corrente sanguínea, ou seja, uma hiperglicemia.

diabetes

Sintomas de Diabetes:

Os sintomas do diabetes nem sempre aparecem, porém quando presentes os mais comuns são:

  • Cansaço
  • Fome
  • Fraqueza
  • Perda de peso
  • Sede em excesso
  • Urina em excesso
  • Vista embaçada

O uso do cão para alertar sobre e hiperglicemia

cao amigo diabetico

GRUPO SAUDE

Os “jogos” para reconhecer os cheiros são o “trivial” para estes animais; eles são testados e os melhores vão tornar-se cães alerta-diabéticos.

Na Itália estão utilizando cães para salvar idosos e crianças. Eles são treinados e “calibrados” para avaliar seus donos. Eles sentem quando os donos sofrem variações de glicose no sangue e dão alertas. São apenas algumas semanas de treinamento até desenvolverem este instinto.

curtirFB

O treinamento desses cães é bem diferente daquele utilizado para adestrar cães para cegos e deficientes visuais. É muito mais concentrado e com menos comandos. O veterinário Paolo Guiso de Turim lançou um projeto dedicado a estes cães e à sua preparação.

Há duas maneiras de obter um cão “Alerta Diabetes” diz o veterinário: pode-se treinar o seu próprio cão ou escolher um para ser adestrado. Muitas vezes esta é a solução também para resolver problemas de solidão ou socialização relacionadas à doença. Geralmente crianças e os idosos são os primeiros a ter problemas psicológicos por causa da presença da doença e o cão pode ajudar nesse sentido. Para os idosos, ter animais para cuidar e poder levá-los para passear, fazer movimentos ajuda a amenizar a doença e suas consequências. O cão se torna útil de maneiras diferentes para o diabético – um companheiro de vida para o paciente.

Preste muita atenção no seu corpo, nos seus hábitos e na sua saúde. Caso apresente sintomas, procure um médico. Exames específicos deverão ser realizados para confirmar o diagnostico.

compartilhar fb

CallReceitas