ALIMENTAÇÃO ADEQUADA PARA A TERCEIRA IDADE

ALIMENTAÇÃO ADEQUADA PARA A TERCEIRA IDADE

INGREDIENTE PRINCIPAL: NUTRIÇÃO CORRETA

A nutrição adequada é um ingrediente essencial para manter uma boa saúde em todas as idades. Especialmente quando ela já está avançada.

Nesta fase da vida, os idosos sofrem alterações fisiológicas:

  • desaceleração da taxa metabólica basal
  • diminuição esquelético-muscular
  • mudanças de estilo vida
  • ocorre também a redução das atividades físicas, o que reduz a necessidade de energia, mas exigem, em contrapartida, uma boa quantidade de nutrientes.

ALIMENTAÇÃO ADEQUADA PARA A TERCEIRA IDADE

MUDANÇAS NO ORGANISMO

A partir dos 40 anos, as calorias e proteínas necessárias diminuem gradualmente em cerca de 5% a cada 10 anos, até os 60 anos de idade. De 60 a 70 anos, o declínio sobe para 10%, e outra redução de 10% ocorre após os 70 anos.

Mas normalmente, o problema com os idosos não está na ingestão de calorias, mas na falta de uma dieta equilibrada e completa.

ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA

A dieta ideal deve cobrir de uma maneira harmônica e equilibrada, as necessidades nutricionais do idoso. Eventualmente ser imposta para assegurar a necessidade calórica diária de cerca de 2.100 calorias.

GRUPO SAUDE

Essa energia deve ser fornecida por carboidratos (50 a 60%), proteínas (12 a 14%) e por lipídios (30 a 35%). Os carboidratos estão contidos principalmente no pão, nas massas e nas batatas. Já a proteína é encontrada na carne, no leite, nos legumes, etc. Lipídios ou gorduras são encontradas em óleos, manteiga, queijos e laticínios em geral.

curtirFB

HIDRATAÇÃO

Muito importante também, é a ingestão de água, vitaminas e minerais. Os idosos sentem menos sede e muitas vezes não bebem água por medo de distúrbios como incontinência urinária ou por medo de acúmulo de líquidos, vulgo inchaço. 

É preciso beber uma boa quantidade de água, de 8 a 10 copos diariamente.

É importante preservar a função renal, hidratar a pele, amolecer as fezes e assim reduzir o risco de prisão de ventre, entre outras complicações.

Um bom hábito é beber dois copos pela manhã, em jejum. Em adição a água, os líquidos são supridos também com o consumo de sucos, leites, cafés e chás. Até mesmo um copo de vinho durante as refeições ajuda a estimular a secreção de suco gástrico, que auxilia na digestão e dá uma sensação de bem-estar. Mas atenção: 1 copo, não mais do que isso!

SAIS MINERAIS

Os sais minerais, presentes nos queijos, na carne, nos ovos, etc, são necessários para o corpo humano em quantidades diferentes. As dietas para idosos devem ser ricas em cálcio e ferro, encontrados no leite integral, nos queijo, no iogurte, e no peixe.

Dois copos de leite por dia cobre 75% da necessidade diária de cálcio e ajuda a manter a densidade óssea, evitando assim, a osteoporose. Se você é intolerante à lactose, existem leites especiais, livres de lactose.

ALIMENTAÇÃO ADEQUADA PARA A TERCEIRA IDADE

FERRO

As pessoas mais idosas tendem a apresentar uma maior deficiência de ferro. Ela pode ser evitada aumentando o consumo de legumes, folhas verde-escuro, espinafre, ovos, atum, carne vermelha e peito de frango.

FIBRAS

Devemos atentar também para o consumo de alimentos ricos em fibras (cereais, legumes, maçãs). Estes alimentos, acompanhados de grandes quantidades de líquidos, ajudam a regular o intestino e promovem uma sensação de saciedade.

ALIMENTAÇÃO ADEQUADA PARA A TERCEIRA IDADE

DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA

  • O café da manhã deve ir além de uma xícara de café. Deve ser acompanhado por algumas bolachas, pães e ovos. Um copo de leite também é um excelente alimento para essa hora, rico em calorias, cálcio, proteínas e líquido.
  • Um lanche no meio da manhã, com iogurte, queijo ou umas bolachas e também um suco.
  • O almoço deve ser composto por pães e cereais, alimentos ricos em proteínas (carnes, peixes, ovos), legumes e frutas ricas em vitaminas. Gorduras, sal e condimentos, sempre em pequenas quantidades.
  • Um pequeno lanche à tarde também é recomendável, uma fruta com mel (para os não diabéticos), um chá ou suco natural e um pedaço de bolo simples.
  • O jantar deve ser leve. Uma sopa, uma boa salada de folhas verdes ou cenoura ralada ou até mesmo uma salada de frutas. Uma refeição pesada torna a digestão lenta e trabalhosa e acaba interferindo no sono.

Eventualmente, por questões de saúde, uma dieta especial e dirigida deverá ser prescrita por um profissional qualificado.

ALIMENTAÇÃO ADEQUADA PARA A TERCEIRA IDADE

CARDÁPIO VARIADO

Além de combinar e servir os alimentos com equilíbrio, é essencial que o cardápio seja variado no dia a dia, preparado de acordo com os gostos e preferências de quem vai consumir, a fim de tornar a refeição atraente e prazerosa.

Não devemos esquecer que comer é mais do que uma função biológica e que a hora da refeição é uma oportunidade para saborear os prazeres genuínos e saudáveis da boa comida. Mesmo simples (o sabor de um tomate maduro, o cheiro de pão fresco), têm o poder de nos fazer viver com saúde e felicidade.

OUTROS FATORES

Há no entanto, algumas condições que podem prejudicar uma alimentação adequada e o equilíbrio necessário entre os vários nutrientes. Uma dentição inadequada ou uma prótese com problemas, por exemplo, combinada com uma redução da salivação, pode tornar difícil a mastigação, levando às vezes, a uma redução no consumo dos alimentos essenciais. Outro fator importante, é a dificuldade financeira, que por vezes aflige os idosos, levando-os a abrir mãos de alimentos importantes (frutas, legumes, carne). A depressão também pode causar desnutrição.

Assim faz-se necessário estabelecer uma dieta pessoal, avaliando primeiramente as condições física, psicológica, econômica e ambiental e definir, juntamente com o idoso, os alimentos que irão compor sua dieta, sob o risco que ter que fazer uma suplementação alimentar com medicamentos.

COMPARTILHAR FACEBOOK

COMPARTILHAR WHATSAPP

– – – 0 0 0 – – –

GOSTOU DESTE ARTIGO? TEM MUITO MAIS!